Como o calor excessivo pode mexer com a nossa saúde?

Médicos alertam para as consequências da exposição excessiva ao calor

Além das preocupações já muito conhecidas e exploradas sobre como a excessiva exposição a raios UV podem provocar uma série de comorbidades à pele, fica à margem a indagação de qual o efeito da alta temperatura no organismo de modo geral.

Ao passarmos por verões excessivamente quentes, é muito comum a sensação de cansaço, contudo, não sabemos realmente explicar porque ela ocorre.

Quando o corpo sente muito calor é iniciado um processo autônomo para equilibrar a temperatura do organismo e o primeiro sinal desta ação é o suor. Ao expelir líquido para reforçar o processo de gestão de temperatura, o corpo também desprende uma grande quantidade de energia, o que causa cansaço. Ao trabalhar freneticamente em busca de refrescar os sistemas, ocorre uma desidratação causada pelas reações químicas ao expelirem suor, resultando em ainda mais sobrecarga às fontes de energia.

Além da sensação de indisposição, o calor pode realmente criar danos ao organismo. Devido à elevação de temperatura, a espessura do sangue pode se alterar, causando distúrbios de pressão e problemas cardiovasculares como consequência.

A orientação é clara: se está calor demais, o corpo não pode ser forçado a esforço repetitivo e exposição.

Confira dicas para se proteger de temperaturas muito elevadas:

Consuma muita água

O corpo com hidratação apropriada está menos propenso a perder muita energia em altas temperaturas, além de estar trabalhando com constante reposição de líquido aos órgãos. É também muito benéfica para favorecer a respiração nesta etapa do ano, uma vez que, no calor, asma, bronquite e alergias pioram pela baixa umidade.

 

Evite bebidas alcoólicas

Graças ao potencial gasto de líquidos causados pela alta temperatura, o corpo fica ainda mais propenso a inchaços. Bebidas alcoólicas são, sabidamente, substâncias que retiram ainda mais a hidratação do corpo e podem incentivar a subida da pressão em ocasiões de muito calor, favorecendo infartos e AVC.

 

Evite a exposição ao sol

Mesmo nos horários recomendados– entre 10h e 16h – é importante evitar a exposição ao sol quando estiver calor demais, uma vez que, estudos comprovam que estar sob o sol quente demais, aumenta riscos de problemas cardiovasculares especialmente a partir dos 50 anos de idade. Use protetor solar adequado e óculos de sol com lentes funcionais e evite sair quando o sol estiver a pino.

 

Atenção aos carros

 Não fique dentro do veículo quando ele estiver quente demais. O ambiente ali funciona como uma estufa e pode não conter oxigênio. Abra as portas e permita que seu carro ventile por um tempo antes de adentrá-lo.

Tags: calor exposição saúde

Veja mais