Reforma da casa: descubra como economizar

Confira dicas para um bom orçamento

Fazer uma boa manutenção na sua casa e ainda mudar a decoração é algo que vem planejando?  Pois bem, para colocar esse plano em prática, vale a pena começar a levantar informações desde já. Quanto mais você planejar e organizar a reforma, antes mesmo de contratar os profissionais ou de comprar os materiais necessários, mais dor de cabeça vai evitar. E isso sem falar na economia!

O primeiro passo é conversar com um arquiteto ou com um pedreiro experiente e explicar a ele tudo o que deseja mudar. O profissional provavelmente irá apresentar ideias nas quais você ainda não tinha pensado e que podem resolver o seu problema com eficiência, evitando quebra-quebra. Afinal, é sempre mais vantajoso aproveitar o que você já tem. Se não mexer nas paredes construídas, por exemplo, provavelmente não terá que fazer reforços estruturais, o que significa economia não apenas na compra de cimento e tijolo, mas também na mão de obra que, normalmente, representa o dobro do que você vai gastar na loja de materiais de construção.

Feito isso, o segundo passo será fechar com a equipe responsável pela reforma. E, nesse momento, não vale decidir pelo profissional que pratica o melhor preço, a menos que você tenha ótimas referências dele. Pense bem: ao contratar um pedreiro sem experiência, além de perder dinheiro por conta do desperdício de material, você ainda corre o risco de ter despesas inesperadas no meio do caminho, caso ocorram acidentes, como um furo no encanamento do apartamento vizinho por conta de uma broca mal posicionada.

Uma vez definida a reforma e contratada a equipe que efetivamente colocará a mão na massa. Contudo, lembre-se: a compra do material deve ser feita com antecedência, depois de uma boa pesquisa de mercado.

Confira mais dicas para economizar:

•          Se for aumentar um cômodo, a dica é economizar no acabamento das paredes. Outra sugestão é usar papel de parede nacional, comprado em grandes redes de materiais de construção, para substituir a pintura. Assim, você vai economizar na mão de obra do pintor;

•          Os pisos laminados que imitam madeira, também conhecidos como pisos flutuantes, são excelentes opções para quem quer recuperar o chão sem quebradeira. Eles podem ser colados até em cima de carpetes;

•          Também é possível aplicar piso sobre piso usando argamassas especiais. Isso evita transtornos desnecessários e os gastos com a remoção do entulho;

•          O mesmo vale para a troca de azulejos. Eles podem, ainda, ser pintados com tintas especiais, que resistem à umidade em ambientes como cozinha, banheiro e lavanderia;

•          Há, no mercado, sancas de isopor, que imitam perfeitamente as de gesso. Além de leves e fáceis de colocar, elas são bem mais baratas.