O seu dinheiro te faz feliz?

É possível ter uma relação saudável e prazerosa com o que você tem disponível

Qualquer relação que temos na vida deve ser, sobretudo, saudável. Não é diferente com o dinheiro, ele pode até não trazer felicidade, mas se usado com sabedoria, proporciona experiências de alegria que com certeza fazem a diferença em sua vida. 

Para isso é necessário ressignificar o dinheiro, para que ele deixe de ser apenas uma forma de atingir objetivos financeiros e se torne um meio de alegria. Foi pensando nisso que o planejador financeiro David Era – após ler o best-seller "Happy Money", de Ken Honda – publicou na revista Forbes algumas maneiras de mudar como nos relacionamos com o dinheiro. Confira: 

Dinheiro pode significar liberdade

Quando você passa a ganhar dinheiro, pode pagar por alguns serviços que proporcionem mais tempo livre para fazer outras atividades. Por exemplo, é possível contratar um serviço de limpeza de casa, assim, você tem pelo menos uma ou duas horas a mais por dia. Outro exemplo é comer fora de casa em dias específicos, assim você ganha o tempo das compras, da preparação e das louças. Não há problema nenhum em facilitar a vida por meio do dinheiro.

Muito ou pouco, as pessoas se preocupam com dinheiro

É comum vermos pessoas sem dinheiro preocupadas como vão pagar as contas, obviamente. Mas ao mesmo tempo, não é difícil encontrar pessoas insatisfeitas, mesmo tendo dinheiro, sempre querendo mais. Neste caso, David considera que não há com que se preocupar se você está seguro financeiramente.

Poupe para grandes sonhos

Se você está guardando dinheiro, pelo menos imagine objetivos felizes a serem realizados. A viagem dos sonhos, a casa que você sempre quis. Se você tiver um objetivo específico, mais rápido e fácil será o processo de poupar.

Cuidado com os gastos

O hábito é automático, quanto mais dinheiro você tem, maior será seu padrão de vida. Contudo, muitas vezes você começa a gastar com coisas que não são tão necessárias quanto se imagina e o luxo acaba se tornando indispensável. Para que você não tenha que fazer grandes cortes no caso de uma crise, tente manter alguns padrões médios, vivendo de acordo com o que você pode.

A famosa gratidão

O sentimento de gratidão costuma ser positivo e pode reger todas as áreas da vida. Com o dinheiro não é diferente, sinta-se grato por tudo que você já conquistou, sobretudo, às pessoas que te ajudaram nesse processo. Além disso, valorize as pessoas que podem te ajudar no futuro. Esse hábito simples pode atrair ainda mais conquistas.

Faça comparações com você mesmo

A grama do vizinho pode até ser mais verde, mas você não precisa ficar de olho nisso. É comum que a vida nas redes sociais seja muito mais feliz do que na realidade e muitas vezes caímos nesta ilusão. Neste caso, só você sabe o quanto realmente cresceu, por isso, se for para fazer comparações, compare com a sua vida do passado. Só assim você terá um resultado franco de como tem ido longe.

Um caminho mais feliz com o dinheiro pode ser uma resolução para 2020. Com grandes objetivos, sinceridade e gratidão, seu caminho poderá ser muito mais simples e a relação com o dinheiro não precisará ser dolorosa.

Tags: finanças

Veja mais