Conheça as técnicas de lojas e vendedores para te fazer consumir mais

Ao entender as estratégias de venda, os consumidores podem se preparar para não cair em armadilhas que geram endividamento e inadimplência

Para economizar e garantir uma boa renda no final do mês, consumir de maneira consciente e responsável é essencial. Mas, sabemos que manter essa disciplina não é fácil com a quantidade de propagandas e técnicas empregadas para nos fazer comprar mais.

Para te ajudar a não cair em armadilhas que podem te levar ao superendividamento, separamos algumas estratégias que são comumente empregadas para vender e algumas dicas para evitar o consumo desordenado.

Apelo emocional

Comerciantes costumam utilizar de algumas frases de efeito que passam ao consumidor a sensação de facilidade e urgência, quando nem sempre isso representa a realidade. Fique atento a frases como “dinheiro fácil e rápido” e “oportunidade única”.

Preços que terminam em “R$ 0,99”

Essa forma de precificação procura dar a ilusão que os preços são menores do que eles realmente são.

Unidades de tempo reduzidas

Para dar a ilusão de que o consumidor gasta menos, é comum que vendedores e propagandas exibam os preços fracionados em pequenas parcelas de tempo. Por exemplo, alguns vendedores gostam de comunicar o preço por dia: “Você vai pagar apenas R$ 3 por dia”. Mas, faça as contas: você vai pagar aproximadamente R$90 por mês.

Atitudes que podem ser adotadas pelo consumidor

  • Pesquisar e comparar preços;
  • Negociar preço e pagamento;
  • Pagar em dinheiro em espécie ao invés do cartão, quando possível;
  • Conferir o real preço dos produtos nas vitrines (não apenas para o valor da parcela).
  • Fazer lista de compras
  • Evitar compras por impulso.
  • Ao levar crianças, combinar previamente com elas o que comprarão (é uma oportunidade para educar financeiramente os filhos).
  • Aproveitar as promoções, mas não se sentir obrigado a furar o planejamento por conta delas;
  • Ficar atento a data de validade dos produtos, em especial, quando são itens alimentícios;
  • Ao adquiri frutas e legumes, procure comprar produtos da estação, pois costumam ter preço menor e melhor qualidade;
  • Experimentar marcas diversas.

Tags: consumo orçamento

Veja mais